adeus 2015! bem-vindo 2016!

mais um ano que termina. 2015 foi bom. Muito bom!

Não sei se é da idade, se de adorar o que faço, os dias sucedem-se a uma velocidade galopante, ainda ontem era janeiro e amanhã será novamente mas de um novo ano que espero seja, pelo menos, tão bom quanto foi este que agora termina.

Fotografei muito. Editei muito. Adormeci muitos bebés ao colo. Fiquei de coração cheio com tantas memórias registadas. O número de recém-nascidos de 2015 ultrapassou as minhas expectativas, foram mais de 90 os príncipes e princesas a quem dediquei muitas horas do meu trabalho.

Fui de férias de natal a saber que estava cansada e a precisar de repouso. Pela primeira vez obriguei-me a “desligar” do trabalho. No entanto, não imaginei que estivesse tão cansada, passei uma boa parte das férias a dormir, sentada no sofá de casa dos meus sogros. Consegui acabar o livro que comecei a ler em julho. [resolução para 2016: LER MAIS]

Ficaram alguns projetos por concretizar, o que me incomoda, porque quando meto uma coisa na cabeça é mesmo para levar em frente. Todos os NÃOS que me impediram de concretizar esses projectos são uma aprendizagem para fazer diferente em 2016.

Em 2015 comecei a correr, quem me conhece há muito sabe que eu seria a última pessoa que esperariam ver correr, mas lá está, tomada a decisão e não dependendo de ninguém para o fazer tracei o meu caminho. Eu queria correr a S. Silvestre do Funchal e para isso tinha de correr, coisa que nunca fizera na vida, nem que disso dependesse conseguir apanhar um autocarro. Corri pela 1ª vez a 4 de janeiro, ao fim de 1 minuto e meio pensei que ia morrer, andei 3 minutos e corri mais um minuto e meio, e fiz isto durante 30 minutos. Fui aumentado o tempo de corrida e reduzindo o tempo dos intervalos a andar, até ao dia em que senti que parar para andar me fazia sentir pior do que se continuasse a correr. A primeira vez que corri 30 minutos seguidos, no final de março, as lágrimas de emoção corriam até ao queixo para se estatelarem no alcatrão. FAZER É PODER.
Corri a S. Silvestre do Funchal acima do meu tempo normal. A chuva, a ansiedade e o tempo abafado e húmido levaram a melhor, ainda assim fiz a prova toda a correr, não caí ou escorreguei (que era o meu maior receio) e fiquei num honroso 558º lugar na geral feminina e em 83º lugar no meu escalão.
A corrida nada tem que ver com a minha actividade fotográfica diretamente, mas foi algo de muito importante que passou a fazer parte da minha vida, que me ajuda a relaxar, que me cansa fisicamente e me deixa dormir profundamente. [resolução para 2016: TREINAR PARA 10K]
“you are never too old to set another goal or to dream a new dream”
– C.S.Lewis –

Todos temos sonhos, ideias e projetos que adiamos continuamente. E é simples. Basta dar o 1º passo.
Não temos de provar nada a ninguém senão a nós mesmos

 

Fecho o ano da melhor forma, a fotografar um recém-nascido e abro 2016 a fotografar um recém-nascido.
Que mais posso pedir!?

Muita Saúde, Muito Amor e menos Preconceito!

Leave a reply

Your email address will not be published.